Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

O outro lado d'O "desinteresse" dos jovens pela Política (VIII)

Contributo 

Equipa Barreiro Criativo

 

Pela nossa observação ao longo dos anos concordamos que os jovens, actualmente, estão muito mais distanciados da politica do que há vinte anos atrás. Não concluímos isto porque metade dos jovens não respondeu acertadamente ao nome do primeiro Presidente eleito após o 25 de Abril. O que nos permite chegar a alguma conclusão sobre o interesse dos jovens pela política são as perguntas direccionadas para a actualidade, tudo o resto só demonstra o interesse dos jovens pela história.

É claro que é inadmissível não saber o que foi o 25 de Abril, não dar valor a todos os direitos conquistados nessa data levar-nos-ia a cometer os mesmos erros que foram cometidos no passado e não cremos em que algum de nós deseje regressar aos anos da ditadura. É essa a importância que devemos dar à História na formação dos jovens, não apenas o decorar datas, nomes e locais, o que importa mesmo reter são os princípios e as motivações e não nos parece que o programa do ensino básico tenha falta de noções históricas, até porque não é com 6-14 anos de idade que estamos prontos para entender, na sua plenitude o que foi o 25 de Abril.

As pessoas actualmente têm tendência para culpabilizar os currículos escolares por todos os erros dos jovens, quando o maior problema está na mentalidade de toda a sociedade. Um pai que valorize os direitos conquistados no 25 de Abril, que entenda toda a importância da revolução, não deixará que o seu filho perca essa noção, essa experiência. Por este motivo, nós vemos esta mensagem do Presidente da República, não tanto para os jovens mas para quem lhes proporciona a educação: os pais e os próprios políticos.

Se todos os partidos se preocupassem em defender princípios, transmiti-los à sociedade independentemente de estarem em campanha eleitoral ou não, os Portugueses teriam uma noção clara do que é a politica hoje em dia. Mas o que realmente acontece é que os partidos não definem os seus princípios, não são fiéis ás suas promessas e isso descredibiliza-os perante a sociedade. Este descrédito retira o interesse das pessoas em associarem-se a algo com ideias pouco claras, se existissem ideias fortes e sérias, toda a população, incluindo os jovens, entenderia que a politica se trata de um assunto de grande importância e que tem um grande impacto na vida de todos nós.

O essencial, parece-nos, é que os jovens não têm consciência da dimensão dos actos políticos, não têm noção de que uma convicção forte pode alterar o rumo de um país, não se sentem com poder para alterar e melhorar Portugal.

É necessário que, tanto os políticos como todos os cidadãos portugueses creiam na nova geração e não desacreditem uma iniciativa à partida só porque é organizada por “miúdos”. É óbvio que com 15-25 anos não se tem toda a experiência do mundo, nem se pode compreender a vida plenamente, à medida que vamos ganhando experiência a nossa percepção da realidade vai-se tornando mais clara, mas nem aos 70 anos iremos compreender em absoluto, nada.

A única coisa que podemos fazer para crescer a esse nível e como pessoa é “saber que nada sabemos” e ter vontade de aprender. Essa aprendizagem faz-se através experiências práticas, pois não há nenhum manual que nos indique como devemos viver.

Essas experiências práticas seriam em maior quantidade se existissem mais iniciativas como o concurso Cidades Criativas, que nos obriga a entrar em contacto com as associações locais e Câmaras Municipais para desenvolver os nossos projectos e agir sobre a comunidade. Mas tudo isto só pode ser feito se a população, as associações e Câmaras Municipais acreditarem nos jovens que desenvolvem os projectos.

Estendendo este pensamento a uma escala mais alargada, o que falta em Portugal é esta revolução de mentalidades, para que todos os portugueses compreendam que a nova geração tem muitas outras gerações anteriores a ela, evoluiu delas e deve crescer a compreender as suas conquistas, os seus erros, os seus medos e descobertas. Para que isto aconteça não podemos simplesmente apontar o dedo uns aos outros, temos sim, de dialogar e ter presente que há sempre algo para aprender, tanto os mais novos com os mais velhos como o contrário.

 http://barreirocriativo.blogs.sapo.pt/

 

 


publicado por JCM às 23:30
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


RESULTADOS CCC 2007/08

256 Equipas concorrentes

Prémios atribuídos

Conclusões do CCC


e ainda...
Equipas inscritas

Equipas DRE Norte

Equipas DRE Centro

Equipas DRE Lisboa

Equipas DRE Alentejo

Equipas DRE Algarve

Equipas DRE Madeira

Equipas DRE Açores

Novo endereço de correio electrónico: cidadescriativas@csjp.ua.pt

Inscreva-se na mailing list cidadescriativas-subscribe@yahoogrupos.com.br

Para responder a dúvidas sobre o concurso temos o messenger do MSN a funcionar cidadescriativas@vista.aero

Comunidade hi5 do CCC http://cidadescriativas.hi5.com/
Pode também usar os seguintes contactos: a SACSJP- UA (tlf. 234 372 482 ou tlm. 919656514) a APPLA (Dr.ª Lúcia Neves tlm. 961 074 160)
E consultar o site do concurso aqui
Inscreva-se em cidadescriativas
Powered by br.groups.yahoo.com

Informação

pesquisar

 

Notificações por E-mail

Introduza o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

APOIOS E PATROCÍNIOS


APOIOS INSTITUCIONAIS Universidade de Aveiro
Ministério de Educação - DGIDC
Secretaria de Estado do Ordenamento do Território e Cidades
Secretaria de Estado Administração Local
Instituto Nacional de Estatística
Instituto Geográfico Português
IGESPAR
Comissão Nacional da UNESCO
Associação Nacional de Municípios Portugueses
Gabinete do Plano Tecnológico
Programa Cidades e Regiões Digitais
Ciência Viva

PATROCINADORES OFICIAIS REVIGRÉS
Portal SAPO
EL CORTE INGLÊS
APOIOS E PATROCINADORES ASSOCIADOS Semanário Expresso
Casa da Música
Fundação de Serralves
Fórum Estudante
FNAC
Ciência Hoje
Fábrica Centro de Ciência Viva
Moinho da Carvalha Gorda
Parque Expo
Farol de Ideias

Comissão Científica do Concurso

- António Câmara (Y-Dreams)
- Artur Rosa Pires (Univ. Aveiro)
- Eduardo Anselmo Castro (Univ. Aveiro)
- Emília Sande Lemos (APG)
- Ângela Fernandes (investigador UA, Presidente da APPLA)
- Jaime Quesado (Programa Cidades e Regiões Digitais)
- João Caraça (Fundação Gulbenkian)
- Jorge Carvalho (Univ. Aveiro)
- Júlio Pedrosa (Univ. Aveiro)
- Manuel Assunção(Univ. Aveiro)
- Leonel Moura (artista plástico)
- Maria Luís Pinto (Univ. Aveiro)
- Paulo Ribeiro (produtor cultural) - Rosália Silva (Ministério da Educação - DGIDC)

Coordenação

Grupo de Investigação em Planeamento do Território

E-mail: cidadescriativas@sapo.pt

Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da Universidade de AveiroCampus de Santiago - 3810-193 AVEIRO http://www.ua.pt/csjp
Tlf. 234-372482 (ext. 24329)
Tlm: 919656514

Rede Criativa de Associação de Professores

Associação de Professores de Matemática

Associação de Professores de Geografia

Associação de Professores de Português

Associação de Professores de Filosofia

Associação de Professores de História

Associação de Professores de Biologia e Geologia

Associação de Professores de Física e Química

Associação de Professores de Ciências Económico-Sociais

Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica

Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual

Associação Portuguesa de Professores de Inglês

Associação Portuguesa de Professores de Francês

Referências

Nacionais
1. ANMP - Cidades criativas
2. Atlas das cidades - INE
3. Política de cidades - Secretaria de Estado do Ordenamento e Cidades
4. A Ciência e a cidade - Fundação Gulbenkian
5. A Ciência e a cidade - TSF
6. Mês das cidades - Expresso
7. Trienal de Arquitectura de Lisboa


Internacionais
1. Charles Landry
2. Richard Florida
3. Creative City - UNESCO
4. Creative City Network of Canada
5. Intercultural city
6. Project for public space

Cidades criativas UNESCO
UNESCO Cities of Craft and Folk Art
Aswan, Egypt
Santa Fe, New Mexico, USA

UNESCO Cities of Design
Berlin, Germany
Buenos Aires, Argentina
Montreal, Canada

UNESCO City of Gastronomy
Popayan, Colombia

UNESCO City of Literature
Edinburgh, UK

UNESCO Cities of Music
Bologna, Italy
Seville, Spain

arquivos

Fevereiro 2011

Outubro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

SAPO Blogs

subscrever feeds